Software traduz português para libras em tempo real

Ajude a traduzir as legendas das fotos de Marte

A tradução como obra de arte

 

Primeira missão da NASA que oferece informações em português busca voluntários

Legenda: Imagens HiRISE do grande campo de dunas na Cratera Russel tem sido repetidamente adquiridas na busca por evidências de mudanças ocorridas na superfície

A HiRISE (High Resolution Imaging Science Experiment), câmera de alta resolução a bordo da sonda de reconhecimento de Marte, faz imagens magníficas da superfície do planeta vermelho. As fotografias são estudadas e divulgadas pelos pesquisadores da Universidade do Arizona. Ao todo foram produzidas mais de mil imagens legendadas de Marte. São publicadas em média cinco novas fotos por semana. Tudo em inglês.

Desde de outubro de 2010, a equipe do projeto HiRISE busca traduzir as explicações sobre as imagens para o português e precisa de voluntários para a tarefa. “O português é falado por centenas de milhões de pessoas, e queremos ser capazes de falar com elas em sua própria língua para que aprendam mais sobre Marte e ciências espaciais”, diz Ari Espinoza, coordenador do projeto HiTranslate.

Legenda: "A HiRISE adquiriu essa imagem colorida da Cratera Santa Maria com o robô Opportunity estacionado em sua margem sudeste. Os rastros do veículo são claramente visíveis ao leste." Até agora, 36 legendas foram traduzidas para o português por Thiago Statella, professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso, que trabalha há dois meses como voluntário. Quem quiser ajudar o projeto pode trabalhar de casa. Espinoza envia seis imagens com suas legendas de cada vez e aguarda o recebimento da tradução. Não há prazo para a entrega do trabalho, é tudo na base do bom senso.

O HiRISE trabalha no mesmo esquema para os idiomas espanhol, italiano e grego. A ideia do projeto é tornar o conhecimento acessível a quem não entende inglês e até inspirar, principalmente crianças, a se tornarem cientistas. “Chamamos o HiRISE de a ‘câmera do povo’ e sentimos que o que vemos e aprendemos sobre Marte pertence a todo mundo”, diz Espinoza.

Além das imagens do planeta, os pesquisadores produzem panfletos e material para ser usado em sala de aula. O conteúdo traduzido fica disponível no site.

Para ser voluntariar, basta falar inglês e enviar um e-mail à equipe da Universidade do Arizona:hitranslate@uahirise.org . Você recebe os créditos por ter participado.

Fonte: Revista Galileu/Denise Dalla Coletta http://glo.bo/WFXmPV